Diretora da Rocinha participa de reunião da Câmara e presta esclarecimentos sobre a instituição

A Diretora da Fundação Olga Chaves de Miranda Cardoso (Rocinha), Sandra Mara Ferraz, participou da reunião da Câmara de Bambuí no dia 03 de setembro, para falar sobre a instituição e boatos que circularam nas redes sociais sobre um possível fechamento.

 

“Estamos realizando várias modificações, tanto para que a Rocinha deixe de ser somente creche e passe a ser uma instituição educacional, quanto no quadro de funcionários e na administração dos recursos financeiros. A Rocinha não vai fechar, apenas está passando por um processo de adequação”.

 

Administrada pelo Rotary há sete anos, a Rocinha tem passado por várias transformações. A Prefeitura de Bambuí, principal mantenedora da instituição, repassa mensalmente R$ 30.416,60, tendo em contrapartida um plano de trabalho e adequação às leis de subvenção.

 

A instituição atende 104 crianças e adolescentes, de 0 a 14 anos e oferece, além dos serviços de creche, três refeições diárias, higienização com banhos, escovação dental e lavação de roupas. Há ainda complementação de educação no contraturno escolar, com trabalho educativo por meio de atividades recreativas, como oficinas nas áreas de português, matemática, arte, informática, atividades esportivas e auxílio nas atividades extraescolares.